Escolha uma Página

Os vazamentos costumam ser causa de muitas dores de cabeça, seja em ambientes residenciais, seja em ambientes de trabalho. Nem sempre, contudo, eles são fáceis de identificar. Uma equipe especializada está mais preparada para identificar a origem dos vazamentos, pois dispõe de técnicas e ferramentas que ajudam nesse processo.
Neste post, mostraremos como identificar sinais de vazamento e tomar imediatamente as medidas necessárias!

Os locais onde podem acontecer vazamentos

Os vazamentos podem acontecer em diferentes pontos de uma construção. Um furo de apenas dois milímetros no encanamento pode causar um desperdício de água absurdo: 3,2 mil litros em apenas um dia!
Nas descargas, nas torneiras da cozinha, nas piscinas, nas caixas d’água, nos canos embutidos na parede — em todos esses pontos podem ocorrer vazamentos e é preciso ficar atento aos principais indícios.
Como já vimos, um pequeno vazamento pode ser responsável por grandes prejuízos e a tendência é que ele vá se tornando maior se não for reparado logo.

O hidrômetro

É importante conferir o relógio de água, ou seja, o hidrômetro. Para fazer essa conferência, os registros na parede devem ficar abertos, as torneiras devem permanecer sempre fechadas, os equipamentos que utilizam água devem ser desligados, evite usar o sanitário.
Anote o número que aparece. Você também pode, ao invés de anotar o número, marcar a posição do ponteiro maior do relógio de água.
Passada uma hora, observe se o número ou o ponteiro se alterou. Caso isso tenha acontecido, é sinal de que existe um vazamento na construção.

Os canos alimentados diretamente pela rede

Feche o registro e depois abra uma torneira alimentada pela rede de abastecimento, como a do tanque. Espere a água acabar de sair. Coloque um copo com água embaixo da torneira. Se a água do copo for succionada pela torneira, é sinal de vazamento.
O cano alimentado diretamente pela rede de abastecimento pública está com vazamento.

Os canos alimentados pela caixa d’água

Para fazer essa verificação, feche as torneiras da casa, desligue os equipamentos que utilizam água, evite utilizar o sanitário. Feche a torneira da boia da caixa d’água, bloqueando assim a passagem da água.
Assinale, na caixa, qual o nível de água. Depois de uma hora, observe se esse nível desceu. Se realmente tiver baixado, esse também é um dos sinais de vazamento.
Nesse caso, o vazamento está acontecendo no sistema de canalização ou nos sanitários que recebem alimentação da caixa d’água.

A tubulação no interior das paredes

Caso você conheça os locais por onde a tubulação passa no interior das paredes, verifique algum indicio de vazamento neste trajeto.
O surgimento de manchas com mofo, a umidade excessiva e a alteração na cor do revestimento ou o seu desprendimento (do azulejo e da pintura) podem também representar sinais de vazamento.

As torneiras

Uma torneira gotejando pode desperdiçar um volume considerável de água durante o dia, em torno de 46 litros diários (o que equivale a mais de mil litros de água no final do mês).
Esse tipo de vazamento, muito comum, acontece quando a torneira está fechada. A solução é substituir a borracha de vedação.

A piscina – teste de evaporação

Deixe a água no nível normal e depois pegue um balde e o encha com água da piscina até cerca de cinco centímetros da borda. Marque o nível de água do balde e também o da piscina. Em seguida, fixe o balde dentro da piscina de maneira que a água do balde conserve a mesma temperatura da água da piscina sem que elas se misturem.
Passadas 24 horas, observe os níveis de água do balde e da piscina e compare com os pontos marcados. Caso o nível de água da piscina tenha sofrido uma variação maior, é sinal de que ela pode estar com vazamento.
Se chover, o teste deve ser reiniciado após parar de chover.
Uma equipe técnica utiliza outros meios para identificar sinais de vazamento em uma piscina. Primeiramente, ela vai considerar a hipótese de que a queda no nível de água pode ser resultante da evaporação normal ou, então, de algum vazamento.
Para confirmar o que está acontecendo de verdade, os profissionais avaliam cada tubulação isoladamente, sua estrutura interna, identificando dessa forma a origem do vazamento caso ele realmente exista. Não é preciso drenar a água, nem quebrar a estrutura.

O vaso sanitário

Existem algumas técnicas caseiras que podem ser eficientes para detectar sinais de vazamento em vasos sanitários. Você pode despejar borra de café dentro do vaso. Em situações normais, o comum é a borra ficar depositada no fundo do vaso.
Se não acontecer isso, é provável que a caixa de descarga ou a válvula estejam com vazamento.
Em bacias em que a saída de descarga fica para trás, na direção da parede, o teste deve ser realizado esgotando-se a água. No caso da bacia voltar a acumular água, é sinal de vazamento na caixa de descarga ou na válvula.

A cisterna ou o reservatório de edifícios

Para verificar vazamentos em reservatórios de edifícios e em cisternas, o procedimento a seguir é semelhante a outros já citados. Feche o registro de saída do reservatório e feche a torneira da boia.
Marque o nível de água no reservatório, espere pelo período de uma hora e faça nova verificação. Se o nível de água estiver mais baixo é sinal de que existem vazamentos na tubulação, na cisterna ou nos vasos sanitários que são alimentados pelo reservatório/cisterna

A inspeção com vídeo câmera

Uma empresa especializada em inspeção e reparos de sistemas hidráulicos conta com recursos sofisticados que garantem um diagnóstico mais preciso.
A vídeo câmera permite inspecionar, por meio de imagens, tubulações de toda diversidade. Sejam de água, esgoto, água da chuva, de efluentes industriais e outros locais de acesso mais complicado.
O diagnóstico por imagem evita danos à estrutura da construção e a consequente depreciação do patrimônio.
Através do sistema de vídeo câmera, é possível detectar obstruções, entupimentos recorrentes, bem como determinar o traçado da tubulação.
Os sinais de vazamento podem ser identificados de várias maneiras, mas com a tecnologia disponibilizada por empresas especializadas, o custo-benefício compensa muito mais. É melhor, portanto, sempre que preciso, contratar profissionais especializados.
Sua casa ou empresa está vindo com conta de água muito alta? Já verificou a possibilidade de vazamentos? Quais das técnicas citadas, você tem o hábito de usar? Aproveite para deixar o seu comentário e enriquecer o post! Sua opinião é importante para o blog.

0800 7735325

(19) 3258-2447

(19) 99193-6965

[email protected]
Entre em Contato

Olá! Envie sua mensagem que responderemos em breve.