Escolha uma Página

Um dos grandes transtornos para quem necessita reparar vazamentos é o “quebra-quebra” nas paredes e no piso da residência. Uma consequência muito desagradável que podemos chamar, com bom humor, de Efeito Hulk. Além muitos gastos, a demolição parcial ou total de paredes vai trazer junto com ela um trabalho redobrado, muita sujeira e a dificuldade de deixar a parte quebrada igual ao que era antes após a restauração.

Felizmente, a tecnologia veio em socorro das “vítimas” dos vazamentos na parte hidráulica da casa. A quebra de paredes ou do piso ainda se faz necessária, mas apenas no local exato em que está acontecendo o problema e, em algumas vezes, consegue-se evitar a quebra.

Ficou curioso? Então, veja como detectar vazamentos sem quebrar parede com as ferramentas mais modernas de uma empresa especializada.

Os equipamentos incríveis que a tecnologia trouxe para você

Os profissionais que fazem consertos em vazamentos ainda não aposentaram a marreta e outras ferramentas de demolição, mas estão limitando o seu uso. Com os modernos equipamentos, é possível detectar vazamentos sem a necessidade de derrubar nenhuma parede!

Isso porque existem equipamentos que permitem “ver” através das paredes e encontrar o ponto preciso onde a tubulação exibe defeitos. Há ainda aparelhos que podem identificar vazamentos por meio de diferenças de temperatura e de som e ultrassom.

As vídeo câmeras para inspeção também podem ser utilizadas, a fim de localizar vazamentos com mais precisão.

O equipamento de ultrassom

O equipamento de ultrassom, como o nome indica, é capaz de captar sons em uma frequência muito alta, acima do limite audível para seres humanos, ou seja, sons acima de 20 mil hertz. Para obter imagens, a frequência varia entre 1 e 10 MHz.

Para a classificação dos sons conforme sua frequência, o referencial é o limite audível pelo ser humano.  O limite mínimo é de 20 Hz e o máximo é de 20 mil Hz. Abaixo de 20 Hz, temos o infrassom. Acima de 20 mil Hz, temos o ultrassom.

O ultrassom é composto por ondas longitudinais que atravessam o meio, causando vibrações na matéria, carregando a energia produzida com o choque entre as partículas e as moléculas, de modo a gerar calor. Ele se propaga em diferentes velocidades, conforme o meio que atravessa: ar, água, músculo, gordura e assim por diante.

A ultrassonografia é o nome dado ao exame que usa o equipamento de ultrassom para estudar alguns órgãos na Medicina. Mas a técnica de captar sons e ultrassons pode ser aplicada também na detecção de vazamentos dentro de uma estrutura de alvenaria. Incrível, não?

A termografia para detectar vazamentos sem quebrar parede

Outro método eficaz para detectar vazamentos sem precisar mexer na estrutura de sua casa ou da empresa é a termografia, conhecida também como análise termográfica. Em alguns filmes, principalmente os de ficção científica, é comum que algumas pessoas apareçam na tela usando óculos de radiação infravermelha durante a noite para se nortearem em locais escuros.

Em que a radiação infravermelha é usada?

O seu aproveitamento é abrangente. Envolve não só a detecção de vazamentos, mas também a avaliação de estruturas e equipamentos industriais, a inspeção veicular, sem falar na apropriada manutenção de computadores e outros casos.

São utilizadas câmeras especiais com sensores para a radiação infravermelha. Tal radiação, que não é visível aos seres humanos, é interpretada como calor. As serpentes e outros animais percebem a radiação infravermelha como calor a fim de atacar suas presas. Sabia disso? Para os astrônomos, que são estudiosos do espaço, a radiação infravermelha também é muito importante porque é emitida pelas nuvens frias de poeira interestelar, pelas estrelas frias e pelas galáxias que estão formando estrelas.

As utilidades da radiação infravermelha são muitas. É aplicada na meteorologia, para visualizar detalhes em pinturas e identificar as regiões danificadas em obras de arte em documentos; para examinar objetos de museu; para a espionagem; na Medicina (inclusive, para detectar câncer e outras doenças). Mas essa tecnologia também é muito bem-vinda para outros eventos, inclusive para detectar vazamentos sem quebrar parede.

Como usar a radiação infravermelha para detectar vazamentos?

As imagens geradas na câmera do equipamento termográfico permite que o profissional que está em sua casa perceba padrões de calor em um determinado ambiente, como temperaturas muito altas. Com o equipamento também é possível perceber quando uma região está mais fria do que deveria estar. É justamente ao identificar esses pontos de temperatura mais baixa que o aparelho contribui para identificar vazamentos.

A câmera termográfica pode visualizar as “manchas frias” em uma parede ou sob um piso. Tais manchas são resultantes, geralmente, de infiltrações ou vazamentos de água, considerando que a água que circula pela tubulação é mais fria que as paredes.

A visualização da câmera termográfica facilita muito o trabalho daquele profissional que atua “caçando” vazamentos. Indica com mais precisão o ponto onde está acontecendo o problema.

A leitura do equipamento é realizada em tempo real, não sendo necessário aguardar horas ou mesmo dias para a análise dos resultados. Ainda que seja um aparelho aparentemente simples, deve ser manipulado por profissionais especializados, que sejam capazes de garantir uma leitura correta e livre de erros.

As câmeras de vídeo ou vídeo inspeção

A vídeo inspeção é outra forma de localizar os vazamentos sem quebrar paredes. O método é simples: o profissional acopla uma câmera a um cabo ótico a fim de realizar uma exploração no encanamento, sem provocar nenhum dano à estrutura.

O cabo ótico é uma vara flexível com uma câmera colocada na ponta. Trata-se de uma câmera resistente à sujeira e aos líquidos, iluminada por lâmpadas de LED que clareiam bem o interior da tubulação, enquanto a câmera é manipulada por meio do cabo ótico.

Mesmo que a tubulação seja repleta de curvas e ângulos fechados, a vídeo inspeção consegue fazer uma análise bem cuidadosa e eficiente. O profissional, investigando problemas nos canos, introduz a câmera em determinado ponto. A câmera transfere a imagem da parte interna do encanamento para uma tela de LCD manipulada pelo profissional. Dessa maneira, o profissional consegue visualizar todo o trajeto da câmera no interior da tubulação de maneira similar a uma endoscopia muito utilizada na medicina.

As imagens gravadas servem para confirmar o problema ao cliente e para a geração de relatórios mais completos.

A técnica identifica problemas como: vazamentos em junções e ementas; os canos quebrados, desencaixados ou rachados; canos com dimensões inadequadas; os entupimentos em estágios iniciais ou muito graves; canos formando “barrigas”; corrosão de canos em tubulações metálicas (ferro, cobre); e os problemas eventualmente provocados por entrada de raízes de árvores nas tubulações.

O atual avanço tecnológico permite, inclusive, detectar também os vazamentos de gás. Em locais considerados inacessíveis (como a parte interna de paredes e colunas; as tubulações de água, ar comprimido, gás, esgoto, efluentes industriais e combustíveis; os sistemas de aquecimento ou irrigação; abaixo de asfalto e concreto), todos esses equipamentos podem detectar vazamentos sem quebrar parede ou qualquer outra estrutura. Assim, tudo fica mais barato e prático.

Aproveite para seguir a Leak Inspection nas suas redes sociais: no Facebook e YouTube. Você conhecerá melhor os serviços prestados pela empresa. O que está esperando? Venha

0800 7735325

(19) 3258-2447

(19) 99193-6965

[email protected]
Entre em Contato

Olá! Envie sua mensagem que responderemos em breve.