Escolha uma Página

Os vazamentos nas tubulações sempre causam prejuízos, atrapalhando o andamento das tarefas. Em casa, os prejuízos podem ser até contornáveis, mas se for uma empresa ou indústria, a perda de produtividade e os desperdícios podem ser muito altos.

Por isso, em qualquer tipo de imóvel é importante compreender as causas de um vazamento. Compreender os fatores que provocam vazamentos ajuda a prevenir situações de risco. Leia o texto que segue e veja o que causa vazamentos em tubulações!

Os vazamentos em tubulações

As causas principais dos vazamentos em tubulações são falhas na estrutura das tubulações, que se originam de problemas mecânicos, físicos ou químicos. Aplicando os devidos cuidados, é possível diminuir de forma significativa os problemas, evitando situações piores.

A seguir, falaremos sobre os diferentes tipos de falhas.

As falhas físicas

As falhas físicas são resultantes de alterações estruturais nos canos, provocadas por dilatações e contrações, devido a variações na temperatura. São variações causadas principalemnte por questões atmosféricas, ou seja, variações do clima.

Outra causa refere-se ao lugar em que as tubulações estão instaladas. As falhas físicas também podem ser provocadas pela passagem de produtos/substâncias quentes (como os vapores) e frios pela parte interna dos canos.

Para se prevenir contra o problema, é importante usar tubulações que estejam dentro dos limites de resistência exigidos, que tenham certificação.

Na hora de fazer o projeto, arquitetônico, a planta hidráulica deve contemplar os locais mais adequados para colocar os tubos, procurando evitar ao máximo o contato com máquinas e pontos que tenham temperaturas muito elevadas.

As falhas químicas

As falhas químicas também geram vazamentos em tubulações. Os componentes corrosivos são a principal razão dos problemas químicos. Até a água pode provocar corrosão nos tubos caso eles não estejam protegidos corretamente.

A poluição do ambiente também é um fator de risco, como acontece com o ar poluído devido aos vapores ácidos, oxiácidos e chuvas ácidas. A perda de proteção galvânica é outro problema e acontece quando a superfície fica exposta a parafusos, porcas, soldas, emendas e outra coisas.

Para evitar esse dano certifique-se de que as tubulações tenham recebido uma proteção superficial apropriada, capaz de resistir ao contato com materiais corrosivos, evitando sempre que possível o contato com contaminantes internos ou externos aos canos.

Também se recomenda muito cuidado no momento em que será realizada a solda ou a emenda, reforçando a galvanização estrutural com produtos destinados a esse propósito, como acontece com a galvanização instantânea a frio.

As falhas mecânicas

Nesses casos, os vazamentos em tubulações ocorrem devido a pancadas, tensões (falhas na estrutura, estruturas suspensas e mal apoiadas, deslocamentos por variações nos alicerces) ou atritos (contato com materiais abrasivos tanto internamente quanto fora dos canos). A fim de evitar essas falhas, convém ficar alerta ao local de instalação, não permitindo que as estruturas ficam sujeitas ao impacto de objetos que caem.

As tubulações antigas

Outro ponto a analisar quando falamos em vazamentos é a idade da tubulação. Isso porque há trinta anos, os canos eram produzidos em ferro fundido e ferro galvanizado. O ferro passa por um processo de oxidação por causa da ação da água, obstruindo a passagem e provocando corrosão. A obstrução diminui o diâmetro do tubo, reduzindo, consequentemente, o potencial de vazão. Para manter a vazão, é preciso aumentar a pressão na rede hidráulica, o que aumenta o índice de perdas nas conexões e juntas.

A melhor solução, ainda que possa custar caro, é a substituição das tubulações antigas pelas novas, confeccionadas em polietileno de alta densidade (PEAD). De qualquer modo, o desgaste provocado pelo tempo, em qualquer tipo de tubulação, tende a gerar vazamentos.

Sempre que perceber que há manchas nas paredes, que a pintura está ficando desbotada, que os azulejos estão se deslocando, procure fazer uma revisão nas instalações hidráulicas e até mesmo substituir as instalações antigas por outras mais novas. Fique atento ainda aos maus odores e, é claro, ao aumento nas contas de água.

Os canos oxidados ou corroídos

Os canos podem vazar por apresentarem algum tipo de corrosão ou ferrugem ao longo dos anos. Corrosão e ferrugem podem causar danos à tubulação, provocando rachaduras e furos. A água que corre por dentro dos canos sai assim pelas rachaduras ou furos.

A pressão da água pode causar vazamentos em tubulações

Já falamos como a pressão da água pode contribuir para o aparecimento de vazamentos. Mas não são apenas obstruções na parte interna dos tubos que podem exigir maior pressão da água. O congelamento da água e sua expansão no sistema de encanamento podem requerer uma maior pressão da água em locais onde as temperaturas atingem valores negativos.

Outro motivo para a pressão da água é a ação de raízes de árvores que pressionam o tubo, ou seja, um agente externo interfere no desempenho do sistema hidráulico. Existem árvores cujas raízes se expandem demais sob o solo, podendo penetrar nos imóveis sem uma identificação imediata e também provocam vazamentos e podem entrar nas tubulações provocando rompimentos e obstruções e grandes prejuízos.

Os vazamentos em tubulações também são comuns em locais onde a água, para alcançar níveis muito altos, é submetida a uma maior pressão. Essa pressão garante que ela alcance os pontos dentro do imóvel, como torneiras e chuveiros.

Independentemente do caso, a pressão pode provocar a rachadura ou a ruptura nas conexões, resultando em vazamentos. Se não for possível identificar a causa que levou ao aumento da pressão da água, pode-se instalar uma tubulação com características adequadas à pressão de trabalho mais elevada. Esse sistema mais robusto pode ser usado em obras residenciais, prediais, industriais, horizontais ou verticais.

A instalação incorreta dos canos

A colocação incorreta dos canos também pode gerar danos na instalação, facilitando a ocorrência de vazamentos. Erros pequenos que podem passar despercebidos, na instalação, podem gerar danos maiores posteriormente.

Os tubos e as suas conexões devem ser instalados corretamente e dentro dos parâmetros de projeto de cada tipo de tubulação.

O deslocamento ou a movimentação dos canos

O deslocamento ou movimentação do cano é outra razão para o aparecimento dos vazamentos. Na medida em que o imóvel fica mais velho, o terreno em que foi construído passa por mudanças, acomodações ou tensões geradas por variações de temperatura.

As fundações podem se deslocar e afundar, provocando o deslocamento da instalação hidráulica também. Embora esse deslocamento possa ser gradual e imperceptível, os canos fora de lugar podem sofrer danos e gerar diversos tipos de vazamentos.

Vimos, portanto, que há muitas causas para os vazamentos em tubulações e o ideal é nos precavermos contra elas. Uma boa medida preventiva é contratar os serviços dos caça-vazamentos que, munidos de um equipamento adequado, podem detectar irregularidades sem a necessidade de mexer nas estruturas.

Gostou do texto? Ele foi útil para você e lhe tirou algumas dúvidas? Aproveite a oportunidade e fique sabendo o que são, efetivamente, os vazamentos!

0800 7735325

(19) 3258-2447

(19) 99193-6965

[email protected]
Entre em Contato