Escolha uma Página

A água é um dos recursos fundamentais para a existência dos seres vivos. A vida depende da água. Não é à toa que esse precioso bem seja tão consumido pelas pessoas.

Ela presta-se para diferentes atividades. Não serve apenas como alimento, mas é aplicado em limpezas em geral, sejam de higiene pessoal, sejam de higiene do espaço onde se vive. Também é usado na cozinha e no lazer.

A geração de eletricidade convencional é baseada na movimentação fluvial através das famosas hidrelétricas.

O desperdício de água sempre foi um dos grandes problemas de todas as sociedades, inclusive no Brasil. Ele traz sérias consequências para o meio ambiente e para a vida no planeta.

Além disso, afeta muita a economia, gerando contas mensais muito altas.

Veja qual deve ser a média mensal do consumo de água e como mantê-la!

O consumo de água depende do tipo de imóvel

Um primeiro passo para entender o consumo de água ideal depende do tipo de imóvel. Um imóvel residencial dificilmente terá o mesmo consumo de um imóvel comercial. Mas isso depende também da atividade desenvolvida no estabelecimento: um restaurante, por exemplo, consome muita água; mas esse não é o caso de uma livraria.

As indústrias tendem a apresentar um consumo bastante elevado, já que trabalham com produção a partir de matérias-primas. Mesmo uma pequena fábrica caseira pode gastar muita água.

No caso de condomínios, é preciso avaliar o consumo por cada unidade além daquele que é gasto coletivamente, na manutenção do local (como jardinagem, piscina, lavagem de piso).

Um apartamento costuma gastar menos água que uma casa. Assim, em condomínios de casas, o consumo tende a ser mais alto que em condomínios de apartamentos — mas é assim se considerarmos somente as áreas privadas, pois as áreas comuns também necessitam de água.

As variáveis envolvidas

Além do tipo de imóvel, outras variáveis incluem a quantidade de pessoas que ocupam o imóvel, se são moradores ou usuários temporários (funcionários de uma empresa, por exemplo), o tamanho do imóvel, a presença de plantas e/ou animais, a existência ou não de veículos e sua quantidade, o clima da região (em lugares mais quentes, geralmente as pessoas bebem mais água e tomam mais banho), a presença de cisternas/poços (que reduzem o consumo da água encanada), a presença de sistemas de captação pluvial (água da chuva), a existência de caixas d’água e/ou piscinas e assim por diante.

Na zona rural, é comum os moradores fazerem uso direto da água de rios, poços artesianos ou cisternas.

Em locais onde o fornecimento de água é precária, o pagamento da taxa mínima ainda é obrigatório. Vale lembrar que o sol contribui para evaporação da água quando ela fica exposta, como geralmente acontece com piscinas. Mas existem capas protetoras que restringem a evaporação e a contaminação por sujeiras em geral.

O consumo médio por pessoa

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), o consumo médio por pessoa de água deve ser de 110 litros por dia. Esse total é suficiente para suprir as necessidades básicas de uma pessoa.

No ano de 2013, o consumo de água per capita era de 166,3 litros no Brasil conforme o Sistema Nacional de Informações de Saneamento Básico do Ministério das Cidades.

Em estados como Rio de Janeiro e Maranhão, esse total ultrapassava os 200 litros diários.

Muitos consideram quase impossível sobreviver gastando somente 110 litros por dia por pessoa.

Mas será mesmo?

A ONU afirma que sim e fornece dados para confirmar suas conclusões.

O consumo de água em um banho

Uma das ações que podem ser tomadas para manter um consumo moderado é limitar o tempo de banho.

Banhos de 2 minutos são o ideal para a ONU. Isso significa que o chuveiro ficará aberto apenas por dois minutos, ficando o tempo restante dedicado ao processo de ensaboar o corpo e passar xampu nos cabelos.

É importante também manter a válvula parcialmente aberta e não abri-la até o seu limite.

Nesse caso, o consumo de água fica em torno de 12 litros.

A quantidade ideal de água para beber

A recomendação médica é de que, cada pessoa, deve beber diariamente 2 litros de água.

Essa quantidade se deve ao fato de o corpo perder cerca de 2 litros de água por dia através do suor, respiração e urina.

O uso adequado da descarga

A ONU afirma que usar 2 vezes a descarga no vaso sanitário é suficiente e envolve um consumo de 12 litros de água.

Caso seja necessário utilizar a bacia um número maior de vezes, recomenda-se deixar água em um balde especificamente para isso.

O consumo nas pias do banheiro e da cozinha

Ao escovar os dentes, evite deixar a torneira aberta durante o processo de escovação. Ela deve ser ligado somente no momento de enxaguar a boca.

Quando a torneira fica aberta por 5 segundos em 3 momentos diferentes durante o dia, o consumo é de aproximadamente 2,7 litros de água.

Para maior economia, usar um copo de água é uma boa alternativa. Outra dica é instalar as torneiras automáticas.

Quanto à pia da cozinha, o correto é deixar a torneira fechada enquanto os pratos, talheres e copos são ensaboados.

Uma dica é retirar os resíduos de cada prato, passar sabão/detergente neles e somente então ligar a torneira para lavá-los.

Uma torneira de pia aberta por 4 minutos consome cerca de 55,2 litros.

A lavagem das roupas

Uma máquina de lavar com 5 quilos tem um consumo médio de 135 litros de água.

O recomendado é que a roupa suja seja guardada para ser lavada de uma só vez (e uma vez por semana).

Distribuindo a quantidade de água por 7 dias, o consumo diário deve ser de 19 litros (19 x 7 = 133 litros).

A limpeza do quintal

Os mais de 130 litros de água que a máquina de lavar utilizou podem ser empregados para a limpeza do quintal.

Outra alternativa é usar a vassoura.

O consumo de água cai para zero.

Os sete litros que restam

Se somarmos os valores acima, teremos um total de 102,9 litros. Os 7 litros que restam para completar 110 litros podem ser aplicados para cozinhar e na limpeza da casa (basta utilizar uma vassoura e um pano molhado).

Os cuidados com os vazamentos

Outra coisa que pode aumentar o consumo de água são os vazamentos. Fique alerta a áreas muita úmidas (pisos, paredes, teto) e ao aparecimento de mofo. E contrate uma empresa especializada para verificar e realizar manutenções preventivas e corretivas.

Os vazamentos podem gerar desperdícios altos. Uma torneira com fio constante de água vazando consome nada menos que 4,5 mil litros em um dia.

Se a torneira ficar vazando totalmente aberta, o consumo pode superar 16 mil litros em 24 horas!

Monitorar o consumo de água de modo a manter a conta mensal mais baixa exige disciplina. Na pior das hipóteses, tente não ultrapassar 150 litros diários. E procure empresas especializadas ao menor sinal de vazamento.

Já contratou os serviços da Leak Inspection? Aproveite para conhecê-la melhor de modo informal visitando e curtindo a página dela no Facebook.

 

0800 7735325

(19) 3258-2447

(19) 99193-6965

[email protected]
Entre em Contato