Escolha uma Página

Os vazamentos de água representam um transtorno para os proprietários de imóveis, sejam eles casas residenciais, apartamentos, estabelecimentos comerciais. Nos apartamentos, esse problema pode dar ainda mais dor de cabeça.

Mas não acontecem apenas vazamentos de água. Existem vazamentos que podem ser muito perigosos: é o caso daqueles que envolvem gás.

Nos apartamentos, esse problema envolve mais riscos, considerando o total de pessoas que moram no condomínio e as possíveis dificuldades em identificar o ponto exato em que o gás está escapando.

Veja o que fazer em caso de vazamento de gás em condomínio!

O gás canalizado em condomínios

Já é comum hoje em dia muitos condomínios fazerem uso do gás canalizado ao invés de recorrer à forma mais convencional de gás comprimido em botijões.

O gás em tubulações pode ser oferecido como gás natural (que é mais usado nos grandes centros urbanos) e como GLP, o Gás Liquefeito de Petróleo.

O gás canalizado traz comodidade aos condôminos, pois eles passam a pagar pelo consumo do produto juntamente com as outras despesas, sem a necessidade de ficar substituindo o botijão de gás toda vez que ele acabar.

Mas a distribuição canalizada do gás também envolve riscos para a estrutura do edifício e para as pessoas que moram nele se não for realizada corretamente a manutenção do sistema.

A Norma Regulamentadora 13.103:2013

A NBR 13.103:2013 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) define algumas condições mínimas para os equipamentos que serão usados na distribuição do gás em imóveis residenciais.

Uma central de gás deve ser instalada longe do prédio, contando com ventilação e acessibilidade adequada conforme as dimensões e o potencial de armazenamento.

As distribuidoras de gás legalizadas (ou revendas) apresentam um laudo assinado por um engenheiro. Trata-se da ART, Anotação de Responsabilidade Técnica.

Cabe ao síndico do condomínio exigir a apresentação desse laudo.

As outras Normas Regulamentadoras

Outra norma específica da ABNT é a NBR 15.923:2011, que trata do procedimento relativo à inspeção de rede de distribuição interna de gases combustíveis em instalações residenciais e instalação de aparelhos a gás para uso residencial.

Também existe a NBR 15526:2012 (Versão Corrigida: 2016), que fala sobre o projeto e a execução da rede de distribuição interna para gases combustíveis em instalações residenciais.

O artigo 1.331 do Código Civil

De acordo com o artigo 1.331 do Código Civil, o condomínio é o responsável pela manutenção do gás canalizado nas áreas comuns.

Por outro lado, a rede privada de cada morador é de sua própria responsabilidade, devendo o condômino efetuar a devida manutenção.

Os principais riscos de vazamento de gás

O vazamento de gás em condomínio tem dois riscos mais importantes:

  • explosão, quando o vazamento é de grandes proporções;
  • intoxicação/asfixia de animais domésticos e seres humanos, quando a liberação do gás ocorre em menores proporções.

A necessidade de manutenção regular

As distribuidoras brasileiras têm obrigação de dar apoio, assistência técnica e orientação aos consumidores. Contudo, não existe fiscalização nos condomínios por parte do governo a não ser que seja feita uma denúncia. Nesse caso, geralmente a concessionária que distribui o gás vai ao local e efetua uma vistoria técnica.

No cronograma de vistoria do síndico, deve marcar presença a manutenção da rede de distribuição de gás local. É importante efetivar uma revisão geral dos equipamentos e das instalações nas áreas de distribuição do prédio, inclusive nas unidades residenciais. É recomendado ainda fiscalizar os aquecedores e fogões pelo menos uma vez ao ano. 

Os canos precisam de especial atenção. Como são geralmente metálicos, convém conferir se existem sinais de oxidação e contratar imediatamente uma empresa especializada para reparar os danos.

O teste de estanqueidade das tubulações deve ser feito a cada cinco anos ou quando há odor de gás no ar. Em tubulações de grandes diâmetros ou extensões, o teste de uma hora nem sempre é suficiente, já que vazamentos pequenos só serão notados depois de muitas horas de teste. O ideal é prolongar o teste por 4 ou mesmo 8 horas.

Os sinais de vazamento de gás e os procedimentos necessários

O gás canalizado apresenta um cheiro peculiar. Esse odor facilita a identificação de vazamentos. Quando algum ou vários moradores sentem intenso cheiro de gás é sinal de que está acontecendo algo suspeito.

Outro sinal é o aumento relevante na conta de gás, que deve ser fiscalizada pelo síndico como todas as outras despesas do condomínio. Como o gás fica escapando continuamente do cano pela fissura, é natural que seja computado como consumo.

Se as contas forem individuais, cada morador deve ficar atento aos valores cobrados a fim de identificar irregularidades.

Quando se constata algo errado, é necessário seguir alguns procedimentos, como fechar as válvulas, desligar as fontes de ignição (interruptores e outros dispositivos eletroeletrônicos), aumentar a ventilação natural no espaço afetado e deixar o apartamento até que seja efetuada uma vistoria técnica que confirme e identifique o vazamento de gás para que seja corrigido o problema.

Também é possível considerar dois cenários e definir as ações necessárias para cada um.

Em caso de vazamento sem fogo:

  • feche o registro de gás;
  • não ligue interruptores elétricos;
  • afaste as pessoas do lugar;
  • desligue a chave geral do sistema apenas se ela estiver do lado de fora;
  • se o evento ocorrer em um espaço fechado, abra janelas e portas;
  • evite fumar e acender fósforos ou isqueiros;
  • contate a empresa distribuidora de gás e, se for necessário, chame o Corpo de Bombeiros.

Em caso de vazamento de gás com fogo:

  • caso seja possível, é recomendado fechar o registro de gás;
  • desligue a chave geral do sistema de eletricidade;
  • retire as pessoas e todos os materiais combustíveis do espaço;
  • ligue para o Corpo de Bombeiros.

A importância do suporte especializado

Assim que sentir o cheiro forte de gás, é importante procurar uma empresa de caça-vazamento para verificar o problema.

A empresa especializada oferece serviços seguros por meio de profissionais capacitados que usam os equipamentos apropriados.

Com esses equipamentos, não é preciso quebrar paredes, nem pisos para procurar focos de vazamento.

O vazamento de gás em condomínios deve ser identificado e as tubulações reparadas o quanto antes. Os perigos envolvem tanto a perda de bens quanto de vidas.

Já teve problemas com gás escapando em sua residência? Já contou com a ajuda técnica da Leak Inspection? Ela está nas redes sociais como muitas outras empresas: siga-a no Facebook e Youtube!

0800 7735325

(19) 3258-2447

(19) 99193-6965

[email protected]
Entre em Contato