Escolha uma Página

Todo imóvel, seja residencial ou empresarial, precisa de instalações hidráulicas. São elas que garantem que a água da rede pública, que faz o fornecimento cidade, chegue até as torneiras, chuveiros e caixas d’água da edificação.

A instalação hidráulica é constituída por canos de diferentes diâmetros, os quais são conectados entre si e outros elementos para formar uma rede única. Para realizar essa conexão são usados adaptadores, como aqueles chamados “joelhos”.

Geralmente, as instalações hidráulicas ficam ocultas, o que costuma gerar grandes dificuldades quando há vazamentos e infiltrações. Na parte superior, ou seja, na superfície e de forma visível, são colocados dispositivos como ralos, registros e suspiros.

Neste post, mostraremos em que local fica o encanamento hidráulico em uma casa ou empresa!

A instalação hidráulica atravessa paredes e pisos

As tubulações de água correm por baixo do piso e por dentro das paredes, mas em alguns pontos podem se tornar visíveis.

É importante falar que as instalações hidráulicas envolvem, além das redes de abastecimento de água da distribuidora, as tubulações de esgoto, águas pluviais e gás. As tubulações de gás são mais usadas em indústrias.

No começo, o material mais utilizado nas tubulações era o aço galvanizado, o cobre, o ferro fundido e, mais recentemente, o PVC. As pesquisas avançaram e, atualmente, já existem canos confeccionados em polietileno reticulado (PEX), polipropileno random (PPR) e policloreto de vinila clorado (CPVC).

Tubulações de gás, por sua vez, não podem ser de material plástico, somente de cobre, ferro ou outro metal. Para os tubos das águas pluviais e do esgoto, o ferro é uma matéria-prima muito aplicada e funcional.

As tubulações de uma residência

Para entender melhor, considere a instalação hidráulica básica de uma determinada residência.

O tubo de entrada de água

Por baixo do chão, corre um tubo que corresponde à entrada de água, ou seja, a água que é fornecida pela distribuidora penetra no imóvel por meio desse cano, chegando assim ao interior da casa.

Trata-se de um tubo principal, que dá acesso aos moradores a água que vem da rua.

As integrações do tubo principal

A partir do cano de entrada da água é conectado (por um joelho) outro tubo que sobe pelo interior da parede até a altura da caixa d’água. Esse tubo tem 20 mm. Ao alcançar a altura de 1,10 m, outro tubo, por meio de conexão, é colocado na horizontal a fim de fornecer água para um tanque, situado do lado de fora da casa. Toda a tubulação está, portanto, embutida na parede, não podendo ser vista pelos usuários.

A tubulação na caixa d’água

O tubo de 20 mm continua sua trajetória até alcançar a altura máxima, quando recebe novas conexões para se integrar à caixa d’água, instalada no telhado. Assim, quem fornece água para o reservatório no alto é o cano de entrada da água, do qual já falamos.

Da caixa d’água desce outro tubo de 25 mm que fornece água para o banheiro. Em certo ponto desse tubo, fica situado o registro de gaveta, o que permite abrir e fechar o fornecimento de água. Com a ajuda de outras conexões, esse cano é integrado à caixa de descarga e, mais abaixo, ao vaso sanitário.

A mesma tubulação fornece água ao banheiro e à cozinha

Outro tubo, na posição horizontal, também de 25 mm, é conectado ao tubo vertical que desce da caixa d’água e a outros tubos para alimentar o chuveiro, o lavatório e a pia da cozinha, localizada no outro lado da parede.

Nessa casa, portanto, a cozinha é separada do banheiro por uma parede.

A tubulação hidráulica funciona como o sistema circulatório

A tubulação de uma instalação hidráulica é como os vasos e artérias do corpo humano que se conectam formando uma rede eficaz para conduzir o sangue e distribui-lo por todo o organismo.

Da mesma forma que não podemos visualizar o trânsito do sangue no interior de nosso corpo, atravessando as artérias e as veias, também não podemos visualizar a água que corre por dentro das paredes e sob o chão, no interior das tubulações, alimentando o imóvel com água.

As tubulações de esgoto

As instalações de esgoto correm, em sua maior parte, por baixo do piso, estando conectadas ao vaso sanitário, ao ralo do banheiro, às pias e “deságuam” na caixa de inspeção, de onde são conduzidas para a rede de esgoto pública.

Os canos do esgoto costumam ter um diâmetro maior, como 50 mm e 100 mm, pois conduzem material mais pesada e sólida, como gordura e fezes.

Os danos causados pelos vazamentos e infiltrações

É por esse motivo, ou seja, pelo fato de as tubulação ficarem escondidas, que os vazamentos e as infiltrações dão uma grande dor de cabeça aos usuários do imóvel. Quando se trata de vazamento de gás, existe um perigo ainda maior, que pode ameaçar a vida das pessoas, pois há o perigo de explosão e incêndio.

Na verdade, as consequências de um vazamento ou de uma simples infiltração variam. Eles podem deixar a parede mais fofa, facilitar o aparecimento de mofos, favorecer a queda do reboco, afetar a estrutura do imóvel.

Infiltrações podem, por exemplo, contribuir para afundar o piso, o que também é muito perigoso para os usuários do local.

Por isso, convém se precaver e ficar atento aos menores indícios de vazamentos, como a umidade excessiva em alguma parede ou entre o rodapé e o piso.

Os vazamentos de gás costumam ser acompanhados de cheiro forte, que pode até induzir à letargia e ao sono involuntário.

E não podemos esquecer que os vazamentos prejudicam fortemente o bolso, já que podem representar aumentos relevantes na conta de água.

Os caça-vazamentos

Nada melhor, portanto, que recorrer aos profissionais conhecidos como “caça-vazamentos”. Eles recebem esse nome porque dispõem de equipamentos avançados para detectar problemas na instalação hidráulica, o que evita a necessidade de quebrar muitas paredes e pisos. É uma alusão aos caça-fantasmas que utilizam equipamentos sofisticados para detectar a presença de espíritos em uma casa ou outro local.

Existem empresas especializadas nesse trabalho. Elas ajudam a economizar gastos e a resolver problemas pequenos antes que se tornem grandes demais.

Alguns equipamentos usados por essas empresas são:

  • detector termográfico, que identifica a presença de vazamentos e infiltrações comparando as diferenças de temperatura e umidade entre os pontos de um imóvel;
  • aparelho de ultrassom, que utiliza o som para identificar o ponto exato onde a tubulação está com defeitos;
  • câmera de vídeo-inspeção, que permite vasculhar o interior dos tubos e registrar imagens, mostrando o estado em que eles se encontram.

A instalação hidráulica precisa de manutenção e, como os tubos encontram-se dentro das paredes e abaixo do chão, os cuidados devem ser maiores. O proprietário do imóvel deve agir sempre procurando evitar que o pior aconteça, buscando o suporte de profissionais especializados.

O que achou do post? Já conhece os serviços da Leak Inspection, especializada em vazamentos? Siga a empresa nas redes sociais: Facebook

0800 7735325

(19) 3258-2447

(19) 99193-6965

[email protected]
Entre em Contato